Você está aqui: Página Inicial Envolvimento setor privado

Setor Privado

No programa de melhoramento genético de tilápia GIFT, haverá a participação do Instituto de Tecnologia Agropecuária de Maringá (ITAM). No programa de melhoramento do tambaqui, haverá a participação da EMATER-RO, da Amazon Peixes Agro Industrial Ltda., Nutrizon Alimentos Ltda., e Instituto de Tecnologia Agropecuária de Maringá. No programa do pintado espera-se a participação do Projeto Pacu e Empresa Mar & Terra e Piraí Piscicultura. No programa do camarão marinho haverá a participação da Associação Brasileira dos Criadores de Camarão e de laboratórios de produção de pós-larvas. Não há ainda montante de recursos definidos por parte dos participantes da iniciativa privada. Algumas empresas estarão participando em mais de um projeto componente como a Mar & Terra que também será parceira no projeto componente nutrição, além da Guabi, Socil, e Fri-ribe. Neste caso, existe a possibilidade de união de esforços no desenvolvimento de pesquisas aplicadas e todas se mostraram interessadas e dispostas em participar junto com a Embrapa, inclusive auxiliando financeiramente ou através de partidas especiais de ração. A princípio ocorreria uma colaboração dessas empresas para o incentivo ao consumo de ração para organismos aquáticos, no entanto, sem participação em patentes que porventura venham a ser geradas. No que tange à sanidade, as propriedades de criação de camarão em cada uma das regiões analisadas fornecerão suporte para a amostragem de animais e diagnóstico do sistema de produção.  Funcionários e pesquisadores das propriedades e das empresas Mar & Terra e Piraí Piscicultura estarão envolvidos nos trabalhos a campo e disponibilizando o histórico e dados de produção e enfermidades. As empresas darão suporte nas coletas de peixes por meio de redes e tarrafas, sendo que os animais serão acondicionados em caixa d'água para posterior análise. No que tange ao manejo e gestão ambiental, os gerentes e/ou responsáveis pelas diversas propriedades selecionadas pelos líderes dos projetos componentes onde estão sendo conduzidas as criações de peixes e crustáceos irão viabilizar a coleta e a remessa de amostras. A princípio os funcionários e os pesquisadores das propriedades e das empresas envolvidos nos trabalhos de campo irão disponibilizar o histórico e os dados referentes à qualidade da água, manejo dos sistemas de produção e outros. Este Projeto Componente invariavelmente demandará parcerias com o setor privado e outras instituições para, por exemplo, realizar a avaliação da eficácia dos canais de inundação (wetlands) ou de sedimentação na redução das cargas orgânicas e dos sólidos em suspensão contidos nos efluentes dos sistemas de cultivo de peixes e camarão marinhos.  No que tange ao aproveitamento agroindustrial, espera-se envolvimento do setor privado, face as recentes dificuldades encontradas na comercialização para exportação do pescado nacional e das exigências do consumidor para alimentos de conveniência, o uso do pescado na empresa familiar e institucional, como a merenda escolar e empresas que tratam da alimentação institucional, além de previsão de aumento de consumo.

Ações do documento