Você está aqui: Página Inicial Impactos da Temperatura
Você está aqui: Página Inicial Impactos da Temperatura

Impactos da Temperatura

O clima e a ocorrência de doenças, pragas e plantas invasoras estão ligados diretamente. A temperatura é considerada um dos principais fatores climáticos que sofrerá alterações. Entretanto não se sabe quais serão os impactos do aumento da temperatura sobre os problemas fitossanitários das culturas, nas diversas regiões do País.

A avaliação dos impactos de alterações da temperatura requer conhecimentos sobre como este fator afetará a fisiologia da planta hospedeira e consequentemente a interação patógeno/inseto e planta hospedeira. O estudo da influência da temperatura na incidência de pragas, doenças e plantas invasoras, em câmara de crescimento permite o isolamento dos efeitos ambientais específicos, fornecendo dados que explicam o desenvolvimento e o impacto no campo.

A análise dos impactos da temperatura na ocorrência de doenças, pragas e plantas invasoras, nas principais culturas de importância sócio-econômica para o País e para exportação, contribui para o desenvolvimento de estratégias de adaptação. Assim, os trabalhos foram desenvolvidos em câmaras de crescimento e os níveis de temperatura a serem testados foram determinados com base nos prognósticos divulgados pelo IPCC (2007), referentes à previsão de alterações da temperatura atmosférica.


Objetivo geral

Avaliar os efeitos de alterações de temperatura sobre doenças, pragas e plantas invasoras.

 

Objetivos específicos

Avaliar o impacto de alterações da temperatura sobre os problemas fitossanitários de: espécies florestais, maça, pêssego, soja, uva, milho, algodão, mamona, espécies forrageiras, laranja, mandioca, banana, manga, dendê e coco.

 

O projeto alcançou resultados além dos propostos inicialmente. Isto porque com a integração da equipe foi possível gerar novos desdobramentos e estimular os pesquisadores sobre este tema de grande importância nacional. As informações geradas irão colaborar para melhorar e redefinir estratégias e táticas de manejo para os problemas fitossanitários, de modo a não comprometer a sustentabilidade do sistema produtivo.

Os resultados obtidos neste Projeto Componente contribuíram com a elaboração dos mapas de distribuição geográfica e temporal dos problemas fitossanitários estudados. Essas informações serão importantes para o manejo preventivo dos problemas fitossanitários no futuro, assim como o direcionamento das atividades de pesquisas que serão necessárias frente às mudanças climáticas previstas.